Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 30 de março de 2011

Se a moda pega de produzir Bicicleta com plástico de fibra superresistente de frutas....




Pesquisadores usam fibras de frutas 



para produzir plástico 



superresistente



Fibras de nanocelulose chegam a ter resistência similar ao kevlar.
Pesquisa brasileira foi apresentada em congresso de química nos EUA.

Cientistas brasileiros desenvolveram uma maneira de usar fibras frutas para fabricar plásticos automotivos mais resistentes e mais leves que os tradicionais. Frutas como banana e abacaxi podem ser usadas para produzir esse material reforçado, de forma similar à fibra de vidro ou de carbono.
Abacaxi (Foto: Benjamin Thompson/Creative Commons)Abacaxi é uma das frutas que podem ser usadas para reforçar plástico. (Foto: Benjamin Thompson/Creative Commons)
As fibras usadas são chamadas nanocelulose e, segundo os cientistas, chegam a ser tão duras quanto o kevlar, material usado em coletes à prova de balas. Os plásticos de nanocelulose são mais leves, podendo reduzir o peso dos automóveis. A celulose das folhas e do caule do abacaxi é uma das mais promissoras para fazer esse processo, diz Alcides Leão, da Unesp, que liderou a pesquisa apresentada apresentada esta semana num encontro da Sociedade Americana de Química.
Para obter o nanofibras a partir das frutas, os cientistas colocam as folhas e talos de abacaxi ou outras plantas num equipamento parecido com uma panela de pressão. Em seguida, acrescentam alguns produtos químicos e aquecem a mistura em vários ciclos, produzindo um material fino parecido com talco.
O processo é caro, mas com um quilo de nanocelulose é possível produzir 100 quilos de plástico superforte, de acordo com os pesquisadores. Por enquanto, eles estão se concentrando na substituição de plásticos automotivos. No futuro, segundo Leão, seria possível até usar a tecnologia no lugar de aço e alumínio.

China - O trem não para e o passageiro pode descer - Isto é que é engenharia!


Projeto do trem bala na China. Uma inovação da nova locomotiva chinesa: descer do trem sem que ele precise parar!

Não há tempo a ser desperdiçado. O trem bala está se movendo o tempo todo. Se existem 30 estações entre Pequim e Guangzhou, parar e acelerar de novo em cada estação vai fazer perder energia e tempo. Uma parada de 5 minutos por estação (passageiros idosos são naturalmente mais lentos) resultará em uma perda total de 5 min x 30 estações, ou 2,5 horas de tempo de viagem do comboio.

Os chineses são inovadores o suficiente para chegar a um conceito de trem sem paradas. Os passageiros embarcam, na estação, em uma cabine conectora antes que o trem chegue. Quando o trem chega, ele não vai precisa parar. Ele apenas diminui a velocidade para pegar a cabine conectora que vai se acoplar ao teto do trem.

Depois dessa acoplagem, os passageiros deixam a cabine conectora e descem para o interior do trem. Após o embarque, a cabine será movida para a traseira do trem, para ser ocupada pelos passageiros que querem descer na próxima estação. Quando o trem chega na estação seguinte, ele deixará a cabine conectora na estação. Os passageiros assim desembarcam na estação sem a necessidade do trem parar. Ao mesmo tempo, o trem vai pegar os passageiros de uma outra cabine conectora, com novos passageiros.

Assim, o trem terá sempre uma cabine conectora na parte traseira do teto (para desembarque) e uma cabine conectora na parte dianteira do teto (para embarque) em cada estação.

Isso não é “pensar fora da caixa”? Veja o vídeo ilustrativo.


video

Pesquisadores criam cadeira de rodas para mundo subdesenvolvido


Pesquisadores criam cadeira de rodas para mundo subdesenvolvido


Para driblar falta de acessibilidade em ruas e calçadas, a cadeira foi projetada para terrenos acidentados


A acessibilidade é uma das maiores críticas ao espaço urbano das grandes cidades do mundo subdesenvolvido. A falta de rampas de acesso, as calçadas esburacadas e o transporte público precário dificultam a vida de quem precisa da cadeira de rodas para se locomover. Foi pensando nas necessidades e dificuldades de cadeirantes do mundo subdesenvolvido que Amos Winter, do Laboratório de Mobilidade do MIT, criou a Leveraged Freedom Chair (algo como cadeira de liberdade alavancada).
A cadeira de rodas projetada para terrenos esburacados foi construída com materiais leves e aproveitados da estrutura de bicicletas. A ideia dos criadores é que ela possa ser reparada em qualquer lugar que arrume bicicletas. O design simples também possibilita que o equipamento seja construído por qualquer um que tenha acesso ao projeto.
As alavancas acima das rodas servem para dar impulso extra na hora de subir ladeiras e aumentar a velocidade quando em lugares planos. A cadeira é testada por usuários em países do terceiro mundo e está um pequeno lote deve ser fabricado na Índia em breve.

Fonte: Correio do Estado

terça-feira, 29 de março de 2011

WORLD BIKE TOUR RIO DE JANEIRO 2012







Aprovado o percurso para o WBT RJ 2012


Os preparativos organizativos estão em marcha para a 1ª edição do WBT RJ




As diversas reuniões sucedem-se visando a concretização da etapa de 2012 do projeto World Bike Tour, no Rio de Janeiro.
Com a concordância da Prefeitura daquela cidade, já está delineado o percurso que os 7 000 participantes farão no próximo dia 04 de Março de 2012.

Com aproximadamente 13 Km, a Largada está marcada para o Leblon, seguindo por Ipanema, Copacabana, Leme, Botafogo e com Chegada marcada para o Aterro do Flamengo.

À semelhança das etapas europeias e da etapa de São Paulo, pretende-se que seja mais um percurso deslumbrante que marcará de forma significativa todos aqueles que participarão naquele que já é considerado por muitos, o maior evento ciclistico, não competitivo, do mundo!





fonte:http://www.worldbiketour.net

Palestra sobre o Projeto Biomas – 03 de Abril de 2011 “Como foi a viagem"


divulgação :

Palestra sobre o Projeto Biomas – 03 de Abril de 2011



No próximo domingo, dia 03 de Abril de 2011, farei minha primeira palestra sobre o Projeto Biomas. Sempre que encontro um amigo a pergunta é óbvia. “Como foi a viagem?”
Apesar de adorar contar todos os detalhes da viagem que não consegui colocar no blog, sempre sinto a necessidade de ilustrar algumas histórias com algumas fotos e nada melhor do que preparar uma palestra com auxílio audiovisual.
Será uma palestra simples, apenas mostrando fotos e pontuando alguns lugares por onde passei. A primeira palestra será no domingo, dia 03 de abril, no Auditório A do Centro Olímpico, com entrada franca. Como tem apenas 100 vagas, peço aos interessados mandem um email confirmando a presença para biomasprojeto@gmail.com. Mas quem resolver ir na hora, pode aparecer que a gente dá um jeito.
Irei adorar rever os amigos que acompanharam a minha viagem pelo blog e quem sabe, conhecer pessoalmente alguns que só conheço virtualmente.
Serviço
Data: 03 de abril
Hora: 10h30
Local: Auditório A do Centro Olimpico do Ibirapuera (ver mapa).
Dicas: Vá de bike, pedale até a Ciclofaixa e vá até o Parque das Bicicletas. Chegando no Parque vá até a tenda do SOS Bike e se informe onde fica esse auditório. Há vários Paraciclos no local, mas leve um cadeado.
Se for de carro, vá pela Pedro de Toledo e entre no estacionamento do Centro Olímpico.
A palestra deve durar uma hora, procure chegar uns 15 minutos antes, pois irei começar a palestra pontualmente as 10h30.
Espero vê-los lá, tenho muita coisa para contar a vocês e tenho certeza que há muitas perguntas a serem feitas. Vá e conheça também a Pantaneira, irei levá-la com os alforges e se der deixo o pessoal dar uma voltinha. O lado bom é que a maioria da bagagem eu vou deixar em casa, portanto ela estará bem leve.

Edital de convocação de Assembléia Geral do Instituto CicloBR de fomento à mobilidade sustentável

fonte : http://www.ciclobr.com.br/assembleia_2011.asp


22/03/2011
Edital de convocação de Assembléia Geral do Instituto CicloBR de fomento à mobilidade sustentável 

O Secretário Geral do Instituto CicloBR de fomento à mobilidade sustentável, no uso de suas atribuições que lhe confere o Estatuto Social, convoca os senhores membros representantes Sócios Fundadores do Instituto CicloBR e demais associados, para a Assembléia Geral , a realizar-se na sala de reuniões do VITAE CIVILIS, rua Rua Itápolis, 1.468, Pacaembu, no dia 02 de abril de 2011 , às 10h00, em primeira convocação , com a presença da metade mais um dos membros, ou às 10h30, em segunda convocação com a presença de qualquer número de membros, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia : 


1 - Ratificação de carta renúncia do Diretor Geral do Instituto CicloBR.
2 - Apresentação de projetos e propostas do Instituto CicloBR (Ciclofaixa de lazer, palestras para motoristas de ônibus e táxistas).
3 - Eleição dos cargos vagos da Diretoria Executiva, Conselho Consultivo e Conselho Fiscal.
4 - Assuntos Gerais pertinentes ao Instituto CicloBR. 

Salientamos que a presença de todos os membros representantes é indispensável para as deliberações sobre a pauta.



Felipe Aragonez Benevides
Secretário Geral do Instituto CicloBR

Usando o Twitter, ciclista pede ajuda e é atendida.


Pode parecer brincadeira, mas a ciclista Leigh Fazzina – que participava de um triátlon no estado de Connecticut – se perdeu em uma floresta que tem nada menos de que 300 acres (aproximadamente 1.214.056 metros quadrados) e ao passar por uma raiz tropeçou e na queda acabou quebrando o pescoço, o que deixou a norte-americana da Philadelphia sem se movimentar para solicitar socorro. Logo começou a gritar para que outros ciclistas pudessem ouvir, mas estavam longe demais, tentou ligar para um primo e a ligação não completava.
Com esperança ela resolveu usar seu perfil no twitter e escreveu: “Eu tive uma lesão grave e PRECISO de ajuda” e “Alguém poderia ligar para o resgate em Farmington e dizer que caí da bicicleta e estou presa na floresta”. Mary-Ellen Harper, diretora do corpo de bombeiros de Farmington disse que recebeu ligações logo em seguida do post e elas vieram de cidades como Nova York e Chicago.
Logo em questão de minutos já se ouvia o barulho das sirenes, o socorro chegou. David Redl, que é representante da Associação Internacional de Telecomunicações por Tecnologia Sem-Fio, disse que é comum que, mesmo em parques ou áreas afastadas da cidade, o sinal para ligações de voz seja fraco mas o usuário ainda consegue enviar mensagens de texto ou acessar o Twitter, por exemplo.
Acho que a idéia de fazer trilhas ou se aventurar em eco-turismo deve ser acompanhada ao menos de um celular, não se sabe se você vai precisar dele.

sábado, 26 de março de 2011

BICICLETAS NO GOOGLE


Bicicletas ''estacionadas'' no Google permitem que os funcionários se locomovam entre os muitos escritórios da empresa. 


Detalhe da calota da bicicleta, que leva o símbolo do navegador Chrome


Quarteirões e quarteirões de Mountain View são ocupados pelos escritórios do Google. Os visitantes não podem conhecer os escritórios, a não ser que conheçam alguém para liberar a entrada - mesmo se esse não for o caso, pode ser divertido ver a gigante das buscas por fora e se for de Bicicleta será mais divertido ainda.





quinta-feira, 24 de março de 2011

Japão reconstrói rodovia destruída por terremoto em apenas seis dias



Japão reconstrói rodovia destruída por terremoto em 
apenas seis dias


Estrada fica em Naka, na província de Ibaraki.
Foi recuperado trecho de 150 m que faz ligação com Tóquio

Uma rodovia destruída pelo terremoto do dia 11 de março em Naka, na província de Ibaraki, no norte do Japão, foi reconstruída em apenas seis dias pela empresa responsável. Foi recuperado um trecho de 150 metros que faz ligação com a capital Tóquio.
Imagem tirada no dia 11 de março mostra rodovia destruída por terremoto em Naka. (Foto: AP)Imagem tirada no dia 11 de março mostra rodovia destruída por terremoto em Naka. (Foto: AP)
Imagem tirada no dia 17 de março mostra a rodovia já restaurada. (Foto: AP)Imagem feita no dia 17 de março mostra a rodovia já restaurada. (Foto: AP)